REALISMO CRÍTICO E MARXISMO: CONTRIBUIÇÕES À FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Resumo

O presente artigo procura elucidar pontos nodais do Realismo Crítico com relação as compreensões de verdade científica e progresso da ciência, explicando conceitos chaves como estratificação e emergência da realidade, relativismo epistemológico, ontologia e julgamento racional. Para alcançar tais objetivos fez-se um estudo da primeira fase da obra de Roy Bhaskar, fundador da corrente filosófica, onde percebemos que tal metateoria tem grandes potencialidades para o campo educacional das ciências e da matemática visto seu caráter unificador. Dessas potencialidades apresentaremos o referencial marxista-lukácsiano, e seu método ontológico-genético, como aquele que possibilita uma importante abordagem metodológica na pesquisa em Filosofia da Educação Matemática, estando de acordo com os critérios metateóricos determinados pelo Realismo Crítico.

Biografia do Autor

Guilherme Wagner, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando em Educação Científica e Tecnológica pela UFSC

Everaldo Silveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Educação Científica e Tecnológica pela UFSC. Professor do Departamento de Metodologia da Ensino da UFSC.

Publicado
2019-08-30
Como Citar
Wagner, G., & Silveira, E. (2019). REALISMO CRÍTICO E MARXISMO: CONTRIBUIÇÕES À FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Revista Contexto & Educação, 34(109), 234-251. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2019.109.234-251