Crítica à Cultura, Sociabilidade Moral e Amour de L’ordre em Rousseau

  • Claudio Almir Dalbosco UPF

Resumo

O artigo procura investigar, segundo Rousseau, o papel que os conceitos de amorde-si (amour-de-soi) e amor-próprio (amour-propre) desempenham na formação da sociabilidade moral do ser humano. Contra a interpretação standard do problema, procura mostrar que a constituição do amor da ordem (amour de l’ordre), o qual representa o ideal moral a ser alcançado pela ação humana, só é possivel por uma dupla elevação, reflexiva do amor-de-si e virtuosa do amor-próprio.

Biografia do Autor

Claudio Almir Dalbosco, UPF
Doutor em Filosofia pela Universidade de Kassel/Alemanha, professor do curso de Filosofia e Programa de Pós-Graduação em Educação/UPF. Pesquisador do CNPq.
Publicado
2013-05-14
Como Citar
Dalbosco, C. (2013). Crítica à Cultura, Sociabilidade Moral e Amour de L’ordre em Rousseau. Revista Contexto & Educação, 24(82), 13-33. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2009.82.13-33