HABILIDADES DE PROFESSORES E ESTUDANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO USO DAS TIC COMO FERRAMENTAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: NOTAS PARA UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA EDUCOMUNICATIVA. CASO FLORIANÓPOLIS 2013/2014

Resumo

Este artigo vem apresentar reflexões baseadas em análise de dados parciais referentes ao município de Florianópolis, coletados junto a estudantes de sexto ano e professores dos anos finais do ensino fundamental das escolas situadas na cidade de Florianópolis, entre 2013 e 2014, todas vinculadas ou à Rede estadual ou a municipal pública de ensino. A coleta se deu no conteto de pesquisa realizada em cooperação internacional entre Brasil e Colômbia acerca dos “Fatoresassociados ao nível de uso das TIC como ferramenta de ensino e aprendizagem nas instituições educativas oficiais de Colômbia e Brasil”1. A pesquisa buscou identificar as habilidades pedagógicas no uso das TIC por parte de professores e estudantes e demonstra, no caso do municipio de Forianópolis, que se faz necessário planejar políticas públicas que auxiliem no aprofundamento do uso pedagógico das TIC na educação pública a partir das habilidades necessárias para este segmento.

1 A pesquisa contou com financiamento da CAPES e da FAPESC, no Brasil, e do Colciências na Colômbia.

 





Biografia do Autor

Ademilde Silveira Sartori, Universidade do Estado de Santa Catarina
Doutora em Ciências da Educação, professora do programa de Pós-Graduação em Educação, Coordenadora do laboratório de Mídias e Práticas Educativas.
Elias Said Hung, Professor da Universidade Internacional de La Rioja
Consultor, investigador & SMAC
Patrícia Justo Moreira, Universidade do Estado de Santa Catarina
Pedagoga, Mestre e Doutora em Educação pela Universidade do Estdo de Santa Catraina. UDESC.
Publicado
2016-11-04
Como Citar
Sartori, A., Hung, E., & Moreira, P. (2016). HABILIDADES DE PROFESSORES E ESTUDANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO USO DAS TIC COMO FERRAMENTAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: NOTAS PARA UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA EDUCOMUNICATIVA. CASO FLORIANÓPOLIS 2013/2014. Revista Contexto & Educação, 31(98), 132-152. https://doi.org/10.21527/2179-1309.2016.98.132-152