As Políticas Brasileiras de Fomento à Cultura do Trigo: uma revisão histórica

  • Argemiro Luís Brum Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijui
  • Cláudia Regina Heck
  • Cristiano da Luz Lemes

Resumo

O presente trabalho traz uma abordagem histórica das políticas públicas destinadas à cultura do trigo no Brasil e os reflexos da evolução destas políticas na atual posição da triticultura nacional. Esta cultura foi o esteio econômico da região Sul, no início do processo de modernização da agricultura, na década de 50 do século XX. Paulatinamente, com a redução dos subsídios e a consolidação do Mercosul a situação se agrava. Desta forma, coloca-se em xeque o desenvolvimento da cultura de trigo no país. Considerando-se, porém, a capacidade produtiva existente e a produção da safra de 2003, ganha importância a implantação de políticas de fomento à triticultura.

Biografia do Autor

Argemiro Luís Brum, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijui
Doutor em Economia Internacional pela EHESS de Paris (França).  Professor do Programa de Pós-graduação Stricto-Sensu em Desenvolvimento da Unijui.
Cláudia Regina Heck
Economista. Ex-bolsista de Iniciação Científica da Fapergs.
Cristiano da Luz Lemes

Aluno do curso de Economia da Unijui. Bolsista de iniciação científica PEBIC/CNPq.

Publicado
2011-10-14
Como Citar
BrumA., HeckC., & LemesC. (2011). As Políticas Brasileiras de Fomento à Cultura do Trigo: uma revisão histórica. Desenvolvimento Em Questão, 2(3), 95-117. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2004.3.95-117
Seção
Artigos