REALIDADE VIRTUAL NA FISIOTERAPIA: UTILIZAÇÃO PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: REVISÃO DA LITERATURA

  • Daisy Eckhard Bondan Universidade Feevale
Palavras-chave: realidade virtual, paralisia cerebral, fisioterapia.

Resumo

Resumo:

Este estudo visa buscar informações acerca do tratamento fisioterapêutico baseado em realidade virtual, para crianças com Paralisia Cerebral, através de uma revisão da literatura, a nível nacional, sobre a utilização da Realidade Virtual (RV) no tratamento da Paralisia Cerebral, com crianças, durante os atendimentos de Fisioterapia. A metodologia utilizada para a pesquisa foi de natureza básica e exploratória, tendo como objetivo a verificação de como a realidade virtual está sendo utilizada nos atendimentos fisioterapêuticos, para crianças com Paralisia Cerebral, no Brasil. Tendo como questão de pesquisa se: a utilização da Realidade Virtual no tratamento fisioterapêutico, para crianças com Paralisia Cerebral viabiliza um atendimento lúdico, mesmo sendo funcional?  A partir da análise do material científico incluído na revisão de literatura nacional, foi possível sugerir que a Realidade Virtual pode ser uma grande aliada ao atendimento fisioterapêutico em crianças com Paralisia Cerebral.

 

Palavras-chave: realidade virtual; paralisia cerebral; fisioterapia.

Biografia do Autor

Daisy Eckhard Bondan, Universidade Feevale
Fisioterapia e Saúde.
Publicado
2016-12-22
Como Citar
BondanD. (2016). REALIDADE VIRTUAL NA FISIOTERAPIA: UTILIZAÇÃO PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: REVISÃO DA LITERATURA. Revista Contexto & Saúde, 16(31), 79-88. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2016.31.79-88
Seção
Fisioterapia & Saúde