POTENCIAIS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS EM PRESCRIÇÕES ORIUNDAS DO HOSPITAL MUNICIPAL E PRONTO SOCORRO DE BARRA DO GARÇAS/MT

  • Luana Alves de Freitas Afiune Universidade de Brasília - UNB
  • Flávia Lúcia David Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
  • Carmen Lucia de Oliveira de Almeida Faculdades Unidas do Vale do Araguaia-UNIVAR
  • Elton Jorge Sena Afiune Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
  • Aurea Damaceno Alves Faculdades Unidas do Vale do Araguaia-UNIVAR
Palavras-chave: Avaliação. Prescrições. Interações de Medicamentos.

Resumo

A farmacoterapia é amplamente utilizada no tratamento de patologias, sendo responsável pela melhoria da qualidade e expectativa de vida da população, porém, a ocorrência de interações medicamentosas (IM) é recorrente e tem comprometido os resultados da terapia medicamentosa. Este trabalho objetivou detectar e analisar a ocorrência de potenciais IM em prescrições de pacientes atendidos no Hospital Municipal e Pronto Socorro de Barra do Garças/MT. A amostra estudada compreendeu 220 prescrições sendo 90 dos setores de pronto atendimento e 130 da enfermaria. As potenciais IM foram classificadas de acordo com a severidade, baseando-se no banco de dados MICROMEDEX® Thomson Midromedex® Health Series e no Guia de Interações Medicamentosas da Universidade Federal de Goiás, em maior (2,44%), moderada (76,83%) e menor (20,73%). Este estudo revelou um alto índice de potenciais IM sendo 19 (21,11%) encontradas nas prescrições dos setores de pronto atendimento e 63 (48,46%) na enfermaria. Constatou-se que quanto maior o número de medicamentos prescritos, maior a possibilidade de ocorrer IM que podem comprometer a segurança do paciente. Assim, fica evidente a relevância do tema e a necessidade de se avaliar e monitorar a terapêutica medicamentosa, no sentido de prevenir e diminuir efeitos adversos resultando em tratamentos mais efetivos, menor número possível de complicações, menor tempo de internação e consequente diminuição dos custos na rede pública de saúde.

Biografia do Autor

Luana Alves de Freitas Afiune, Universidade de Brasília - UNB

Farmacêutica. Doutoranda em Nanociência e Nanobiotecnologia na Universidade de Brasília - UNB. Mestre em Imunologia e Parasitologia Básicas e Aplicadas pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT.

 

Flávia Lúcia David, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
Farmacêutica. Doutora em Farmacologia, pela Universidade de São Paulo - USP. Docente do curso de Farmácia na UFMT.
Carmen Lucia de Oliveira de Almeida, Faculdades Unidas do Vale do Araguaia-UNIVAR
Farmacêutica graduada pela Faculdades Unidas do Vale do Araguaia-UNIVAR.
Elton Jorge Sena Afiune, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
Cientista da Computação graduado pela UFMT.
Aurea Damaceno Alves, Faculdades Unidas do Vale do Araguaia-UNIVAR
Farmacêutica. Mestre em Ciências da Saúde pela UFMT. Docente do curso de Farmácia na UNIVAR.
Publicado
2016-12-22
Como Citar
AfiuneL., DavidF., AlmeidaC. L., AfiuneE. J., & AlvesA. (2016). POTENCIAIS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS EM PRESCRIÇÕES ORIUNDAS DO HOSPITAL MUNICIPAL E PRONTO SOCORRO DE BARRA DO GARÇAS/MT. Revista Contexto & Saúde, 16(31), 128-138. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2016.31.128-138
Seção
Ciências Farmacêuticas & Saúde